Exame.com

“Creche para cães”: empreendimento surge como alternativa para falta de tempo e crise econômica.

Visando garantir o bem-estar de seus animais de estimação, os paulistanos estão investindo cada vez mais em novos serviços e produtos. Em São Paulo, casais sem filhos ou solteiros que moram em apartamento passam grande parte do dia trabalhando, sem conseguir ficar muito tempo com seus pets. Consequentemente, este problema gera uma nova demanda – no caso, a de creches para animais, também conhecidas como “day care”.

“A maioria dos cães foram criados para um trabalho específico, mas hoje em dia, eles são encontrados com muita frequência descansando sobre o sofá ou caminhas dentro de casa sem nada para fazer. Tédio e excesso de energia são as duas causas mais comuns de problemas comportamentais em cães”, afirma a veterinária Marisa Bitante, sócia da Golden PetStore, empresa que aproveitou o problema para unir empreendedorismo e cuidado com animais no mesmo serviço. Agora, a empresa disponibilizará o serviço de day care na unidade do Campo Belo, São Paulo.

A ideia é permitir que os cães gastem a energia acumulada com atividades físicas, recreação e, principalmente, diversão. Muitas creches contam com piscinas, por exemplo, que ajudam no tratamento ortopédico e de obesidade. Também há recreadores treinados e até fisioterapia canina. “Em nosso day care, os proprietários conseguem acompanhar 24horas por dia os seus cachorros pelo celular ou computador. Isso gera credibilidade”, afirma Marisa.

Segundo a empresária, a ideia surgiu quando diversos clientes da Golden PetStore na Vila Mariana pediam para que ficassem com os cães durante o dia. O conceito de creche para cães surgiu quando os sócios fizeram uma viagem ao EUA. Em seguida, realizaram um estudo de mercado e demanda para oferecer os mesmos serviços em São Paulo (primeira unidade). Atualmente, já contam com 100 vagas para a creche que será aberta em breve e há como fazer a “pré-inscrição” nas redes sociais (www.goldenpetdaycare.com.br).

Mercado favorável, eis a chance de inovar

O projeto conta com mais 2 sócios, André Faim e Anderson Luz. Os dois primeiros são atuantes de Bancos de Investimento, onde foi feito todo o estudo de viabilidade econômico e financeira antes do aporte dos sócios, tendo como objetivo atender a demanda da loja e dos seguidores que a marca possui nas redes sociais. A ideia é ainda abrir outras unidades em São Paulo e em outros estados.

“O Setor Pet é um seguimento que vem demostrando bastante resistência à crise, mas de todo modo somente a visão macro do seguimento não ajudará o negócio que está começando”, alerta Anderson Luz, que também sugere “boa gestão e foco nas atividades” como peças fundamentais para atuar no segmento. Oferecer um serviço para além do que é oferecido pelas demais PetStores do país deve ser o grande chamariz. “Já existem diversas creches espalhadas no Brasil, porém trazem pouca inovação em sistema de pagamento, gestão e controle dos cães inscritos em cada unidade”, comenta Anderson.

De acordo com Marisa, no segundo semestre desse ano a reserva do day care vai ser igual a de uma plataforma de reservas de hotel. Atualmente, o GoldenPet Day Care conta com sistema informatizado, com pagamentos online integrados a nota fiscal.

Com 5 tipos de planos diferentes, a empresa oferece de 1 dia até 5 dias de day care por semana. “Queremos que o cliente fique tranquilo em relação ao cão, atendendo de acordo com as necessidades de cada um”, completa Marisa.

Link Original da Notícia: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/noticias/creche-para-caes-empreendimento-surge-como-alternativa-para-falta-de-tempo-e-crise-economica.shtml